Entrevista com Ana Clara Bortolucci Saggioro, autora da Saga A GUARDIÃ

Blog do Argonauta: - Olá, Ana! Tudo bem?
Ana: - Tudo sim e com você?
Blog do Argonauta: - Tudo ótimo. Seja bem-vinda ao quadro de entrevistas do Blog do Argonauta.
Ana: - Obrigada.
Blog do Argonauta: - Bem, pra começar. Conta como foi que surgiu essa veia literária?
Ana: - Bem, eu comecei a escrever para me expressar, colocar os pensamentos em ordem. Eu escrevia pequenas histórias para mim mesma, mas nada grande. Além disso sempre gostei de ler muito, principalmente mitologias, lendas. Adoro povos antigos, esse mundo misterioso de magia e seres fantásticos.Blog do Argonauta: - Que bacana. Bom, já sabemos que você está lançando do segundo livro da saga A GUARDIÃ, Certo?
Ana: - Isso mesmo. A Guardiã - À Procura do Oráculo.
Blog do Argonauta: - Conta pra gente como surgiu a história?
Ana: - O livro A Guardiã - Batalha de Titãs, o primeiro volume da trilogia, já tem bem forte a característica da série, que trata, entre outras coisas, de amizade. O segundo volume, A Guardiã - À procura do Oráculo, não perde essa característica. Há também outros assuntos tratados no segundo volume. É como se as histórias tivessem muito mais que dois lados, e que nem sempre aquilo que acreditamos é a verdade.


A história surgiu para mim, em uma época muito solitária de minha vida, e eu acabei criando a Kali, personagem principal, porque eu precisava de uma heroína. Conforme a história foi se desenvolvendo ela foi perdendo um pouco dessa função. Eu acabei entrando no mundo que eu criei e A Guardiã foi ganhando maturidade e personalidade.
Blog do Argonauta: - Entendo bem, ao longo da história ambos amadurecemos, escritor e personagem, criador e criatura, é incrível. Às vezes a personagem traz uma luz que nós mesmos ainda não vimos.
Ana: - Pois é bem isso.
Blog do Argonauta: - E esse processo de criação e amadurecimento do primeiro para o segundo livro, como tem sido?
Ana: - Bom, é notável o amadurecimento entre um livro e outro, mesmo porque eu era bem nova quando escrevi o primeiro volume. Mas as características da narrativa, o que torna a história cativante não mudaram. 
Blog do Argonauta: - Sim, com certeza. Isso é característica de um escritor nato, parabéns.
Ana: - Obrigada. Apesar que ainda me sinto um pouco crua como escritora (risos).
Blog do Argonauta: - Isso é bom, nos mantém em buscar de melhorar sempre. Agora o que você pode contar para a pessoa que está lendo essa entrevista. O que se pode esperar, ou o que podemos saber antes de iniciar a leitura, sobre A GUARDIÃ - BATALHA DE TITÃS e A GUARDIÃ - À PROCURA DO ORÁCULO?
Ana: - É uma leitura envolvente, com muita aventura e humor. Para quem gosta de mitologia é um prato cheio, pois a narrativa é cheia de elementos de diversas mitologias. Inclusive folclore brasileiro. A trilogia conta a história de Kali, um anjo que foi banida de sua terra natal o Reino de Urano, a história de uma heroína que foi excluída por tudo e por todos que conhecia.
Blog do Argonauta: - Muito interessante. Podemos então esperar um terceiro volume?


Ana: - Sem dúvida.
Blog do Argonauta: - Isso é ótimo! Então, para quando está marcado o lançamento de A GUARDIÃ - À PROCURA DO ORÁCULO?
Ana: - O Lançamento será dia 18/06 em Jáu. No Barbam PUB das 19:00 as 21:00, Rua Saldanha Marinho 1205 A. Espero todos para batermos um papo. 

Blog do Argonauta: - Maravilha! Fico muito feliz por ter me cedido um pouco do seu tempo para nossa entrevista.
Vale lembrar também que o primeiro volume da Saga, A Guardiã – Batalha de Titãs, ganhará uma nova edição e será publicado, desta vez, pela 11 Letras, o mesmo selo editorial do segundo volume. Não percam!
Ana: - Eu que agradeço a oportunidade. Adorei a entrevista.
Blog do Argonauta: - Desejo sucesso continuado pra você e que A Guardiã ganhe cada vez mais leitores pelo mundo a fora.
Ana: - Obrigada, espero que sim.
Essa foi a entrevista com Ana Clara Bortolucci Saggioro, autora da saga A Guardiã.

Para saber mais sobre o mundo da autora, visite a página da série no facebook
aqui

Logo, logo o livro também estará à venda no
site da 11 Editora, é só clicar aqui para ir para o site.


A Guardiã – A batalha de Titãs



Sinopse: Meu nome é Kali. Sou um Anjo, ou fui um Anjo. Eu era uma das melhores guardiãs. Os Guardiões são anjos treinados em classe de elite; protegem outros reinos ou impérios que desejam. Fui considerada como parte dos dez melhores, ganhei medalhas de honra, homenagens e prêmios por trabalhos, dedicação e fidelidade só meu reino, mas terminei banida. Por que? Por questionar e desobedecer a ordens e investigar a morte de meu pai, que supostamente morreu em batalha. Famosa pela teimosia que tenho acabei descobrindo que a batalha era uma armadilha para meu pai. Ele supostamente era uma ameaça ao panteão de anciãos que governam o Reino de Urano. Antes que eu pudesse descobrir o porquê, meu pai seria uma ameaça; eu fui banida. Atualmente, sou o que todos chamam de Anjo Negro. O Anjo Negro é um anjo banido, expulso de Urano. Eles marcam as asas com uma tinta preta permanente; a asas ficam com uma mancha, é quase impossível voar de dia ou de noite sem ser visto.

A guardiã – À procura do oráculo



Sinopse: Lábios mentirosos, além de abomináveis ao Criador, sempre costumam deixar um rastro de desarmonia. Foi o que ocorreu no próspero Reino de Urano. Mentiras repetidas à exaustão puseram em lados opostos duas amigas, dois anjos guardiões que terão de se enfrentar e resolver suas diferenças. Kali de Alci, banida depois de descobrir uma armação que culminou na morte de seu pai, passou a ser chamada de Anjo Negro. Determinada a descobrir toda a verdade, retorna à sua terra natal, onde irá debater com a princesa Selene de Céos e Hélios - uma das defensoras do reino. Hábeis nas artes da luta, exímias voadoras, vão protagonizar muita ação em À procura do Oráculo - segunda obra da trilogia A Guardiã, de Ana Clara Bortolucci Saggioro. Uma história cheia de suspense, intrigas e batalhas épicas.